Tuesday, January 01, 2013

O que dás é teu para sempre





O que dás é teu para sempre, o que guardas está perdido para sempre.

(in: O Senhor Ibrahim e as Flores do Corão)

*

Em Paris, nos anos 60, Momo, um rapazinho judeu de doze anos, 
torna-se amigo do velho merceeiro árabe da rua Bleue. 
Mas as aparências iludem: o Senhor Ibrahim, o merceeiro, 
não é árabe, a rua Bleue não é azul e o rapazinho 
talvez não seja judeu.
 

No comments:

Post a comment