Friday, October 31, 2008

;-))

Thursday, October 30, 2008

os esquecidos...

Alem dos dois candidatos finais e da Hillary Clinton, que brilha com estrela própria, quem lembra dos outros candidatos à casa branca?!

*

está quase!


*
This Is Halloween
*
do muito especial Tim Burton
*

Wednesday, October 29, 2008

E já agora...









Porque a capacidade de ter o olhar saudável
(físico e no sentido metafórico) sobre as coisas é muito importante, aqui fica a chamada de atenção para mais uma data que visa lembrar a importancia de cuidar bem desse orgão: *

*
aproveitando, ficam os exercícios
*
*
são bons de fazer e funcionam, no mínimo descontraindo.
Porque às vezes até as janelas da alma perdem o brilho e a intensidade...

Sabemos instintivamente que se tivermos os olhos descontraídos, toda a expressao ameniza ...mesmo que esteja cansada.
*

atrasado, é certo mas...




...nem por isso deixa de valer a pena falar da semana da floresta tropical

ando com este post em stand by desde inicio do mes!

Falar da importancia da floresta tropical não é coisa pouca, trata-se de algo que pode mais ou menos directamente, afetar-nos a todos:

Nas últimas publicações da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) calcula-se que a destruição anual atingiu em 1990 os 16,8 milhões de ha (0,9% da área total de floresta tropical,estimada no ano de 1988,em 1.938 milhões de ha),contra 11,3 milhões de ha em1980.
Trata-se, portanto, de uma área equivalente à superfície conjunta da Áustria, da Dinamarca e dos Países Baixos. Face às conseqüências daí resultantes para toda a humanidade no seu conjunto, este fato pode considerar-se um sinal alarmante que obriga todos os responsáveis políticos a providenciar as medidas necessárias
[...]
A destruição das florestas tropicais é preocupante sobre tudo porque o
desmatamento freqüentemente é acompanhado de uma deterioração dos solos e das
reservas hídricas, podendo mesmo acarretar catástrofes naturais de enormes
dimensões, põe em perigo a grande biodiversidade da fauna e flora típicas dos
trópicos e seu potencial genético, destrói o ambiente natural das populações locais,
constitui a perda de uma fonte de matéria-prima importante e diversificada, põem em
risco a estabilidade social e política, causa grande apreensão quanto a
conseqüências sobre o clima mundial



*

Friday, October 24, 2008

mudar as leis, mudar os direitos

*
Para quem realmente se importa com o bem estar animal e está mimamente a par de que a lei portuguesa não reconhece o animal enquanto ser com direitos, mas apenas enquanto propriedade de alguem (!), reconhece que é urgente mudar essas mesmíssimas leis...
tome conhecimento da campanha da animal, desenvolvida à longo tempo e agora já em fase de recolha de assinaturas para levar ao parlamento e assim conseguir introduzir leis mais justas que defendam os animais.
*
Visite o blog da animal e confira no site as várias notícias sobre esse e outros assuntos relacionados.
Divulgue, participe tambem na mudança das leis para uma História mais ética...
*

* *
(!) incrivel, não é? mas é verdade...

*

Wednesday, October 22, 2008

Mais um caso lamentável, entre muitos... Palavras certas para todos eles! -e mais algumas perspectivas realistas


A tomada de consciência de direitos e apoios nomeadamente jurídicos por parte dos alvos de violencia, é fundamental.
Igualmente importante é a independencia e auto-segurança emocional, verdadeira génese de todas as outras.
Há, por exemplo, quem eduque numa base de diferença de género em que é importante agradar e moldar-se às expectativas exteriores para a mulher e numa base de assertividade e conquista para o homem...
*
(Abençoadas as rebeldes de espírito... delas serão as vitórias!)))
*
Os testemunhos das mulheres são tidos como pouco credíveis pela sociedade em geral e, por isso, muitas mulheres sentem-se prisioneiras isoladas no seu mundo de violência. Muitas vezes, de vítimas transformam-se em acusadas; poucas acreditam na possibilidade de se libertarem da perseguição dos agressores ou de que estes venham a ser punidos. Suportam o insustentável porque pensam que estão a proteger os seus filhos, ignorando que, ao fazê-lo, estão a alimentar uma espiral de violência que levará a que alguns deles sejam mais tarde, novos agressores.
*
UM CASO LAMENTÁVEL, ENTRE MUITOS...
*
O da passada semana: uma adolescente brasileira -Eloá, é encarcerada na sua própria casa pelo ex-namorado tambem extremamente jovem mas não tanto que não seja portador de uma arma de fogo. Junto à jovem estão tambem uma e dois colegas de escola posteriormente libertados. O resto da história tem várias voltas e é puro terror ; a condução da mesma do ponto de vista policial, ou me engano muito ou poderia ter sido bem mais eficaz.

No final, o saldo é a jovem Eloá morta por uma bala cuja origem não é até à data tão clara como seria desejável, a colega que após libertada regressou ao apartamento (!) ferida e o sequestrador preso.
*
Pelo meio uma incompreensível e deslocada compreensão da polícia:
**
O comandante da ação policial de resgate de Eloá declarou que não atirou no agressor por se tratar de "um jovem em crise amorosa", num reconhecimento ao seu sofrer.

#

E o sofrer de Eloá? Por que não foi compreendida empaticamente a sua angústia e sua vontade (e direito) de ser livremente feliz?
#

Eu, que acho intelectualmente estimulante e justo o contraditório deixo a pergunta invertendo posições: será que se o mesmo acto lamentável de sequestro fosse protagonizado por uma jovem mulher desiquilibrada e inconformada com o fim da relação ela seria alvo de tanta doce compreensão por parte da polícia?...
* * *
*
AS PALAVRAS CERTAS PARA TODOS ELES:




(artigo de Maria Dolores de Brito Mota - Socióloga, professora da Universidade Federal do Ceará e Maria da Penha Maia Fernandes encontrado primeiramente no mulheres&deusas da sempre atenta e interveniente Rosa Leonor Pedro)

* * *



Um caso. Aqui em Portugal, nas ilhas.
*
Embora faltem elementos, do exposto ressalta a inoperancia do sistema jurídico, que não protege eficazmente uma cidadã sob ameaças e que no caso é a única a tomar medidas coerentes com a situação.

O próprio meio em que se insere a agredida, nomeadamente familiares, parecem fazer o jogo do agressor, validando assim socialmente as suas atitudes...
**
* * *

Até ao dia de hoje não apanharam o agressor, um monstro. Culpa da PSP do Funchal, Polícia Judiciária e Ministério Público. Desloquei-me muitas vezes a qualquer uma destas Autoridades, o que me diziam, para esperar que ele seja chamado para prestar declarações.


* * *

UM PONTO DE VISTA:

Vocês se lembram de um caso que ocorreu no Rio há oito meses atrás, quando um homem, que achava-se traído pela esposa resolveu mantê-la, juntamente com mais 38 vítimas, sob a mira de uma arma dentro de um ônubus durante mais de 10 horas?
Então, como foi divulgado, a digníssima esposa acusada pelo marido de “puladora de cerca” resolveu perdoá-lo e voltou para seus braços. Resolveu desconsiderar as muitas agressões físicas que sofreu diante da brutalidade e do descontrole emocional do marido.
Bom, isso não causa espanto algum a alguém que labute na Polícia. Diariamente, em todas as Delegacias, chegam casos de mulheres que foram agredidas por namorados, maridos, amantes, filhos, pais. Lesões das mais variadas, especialmente nos braços e rosto. Olhos roxos e inchados, dentes quebrados, lábios cortados. Denunciam que o homem é viciado, alcoólatra, e que tem uma arma em casa. Daí quando o sujeito vai preso, é só contar as horas, daqui a pouco vem elas, trazendo ventilador, roupas limpas e colchonete. - “Pode entregar pro fulano, ele pode estar passando frio…”.


#

Violencia, violencia doméstica, violencia física:*

uma anormalidade denunciadora de profundo mal-estar (golpeia-se o que devíamos prioritariamente proteger...

e porque tem tudo a ver:

eu deixo o artigo de Rita de Cassia Garcia
*

Para reflectir.

e não ficar, nunca, indiferente à violencia,

seja qual for a sua manifestação!
*

Saturday, October 18, 2008

aviso à navegação

A partir de agora vou colocar marcadores nos posts.
É uma funcionalidade útil quando pretendemos mais informação publicada sobre um certo marcador -tema.
A questão é que o blog já tem mais de quatro anos e muito post.
Vou colocar marcadores sempre regredindo e sempre que puder, mas vai levar o seu tempo...
No final, acho que vai valer a pena, e eu própria evito andar em palpos de aranha sempre que quero aqui localizar algo!
Quando estiver completo, aviso... :-)
*

É em nós que é tudo...


Não sei se é sonho, se realidade,

Se uma mistura de sonho e vida,

Aquela terra de suavidade

Que na ilha extrema do sul se olvida.

É a que ansiamos. Ali, ali

A vida é jovem e o amor sorri

*

Talvez palmares inexistentes,

Áleas longínquas sem poder ser,

Sombra ou sossego dêem aos crentes

De que essa terra se pode ter

Felizes, nós? Ali, talvez, talvez,

Naquela terra, daquela vez,

*

Mas já sonhada se desvirtua,

Só de pensá-la cansou pensar;

Sob os palmares, à luz da lua,

Sente-se o frio de haver luar

Ah, nesta terra também, também

O mal não cessa, não dura o bem.

*

Não é com ilhas do fim do mundo,

Nem com palmares de sonho ou não,

Que cura a alma seu mal profundo,

Que o bem nos entra no coração.

É em nós que é tudo. É ali, ali,

Que a vida é jovem e o amor sorri.

*

Fernando Pessoa

*

1001 livros...

**
um blog de downloads de livros...
*
Se alguns eu não perderia tempo a ler, é verdade que tem muitos que considero interessantíssimos.
*
São toda a espécie de livros desde temas técnicos a espirituais, passando por auto-ajuda ou best-sellers...
*
Vale a pena conferir todas as ofertas, clikando em postagens antigas no final de cada página.
*
*

Friday, October 17, 2008

amores que não escolhem regras...

*
(Embora a nível pessoal eu não tenha essa opção, respeito-a sem qualquer dificuldade...)
*
A apresentadora e atriz Ellen DeGeneres celebrou casamento com a actriz australiana Portia de Rossi oficializando uma relação de vários anos. Ellen só assumiu publicamente a sua homossexualidade nos anos noventa e é actualmente activista de várias causas que visam uma maior tolerancia de costumes; inclusive a causa animal
*

Wednesday, October 15, 2008

Tres vozes femininas: II - A mulher fabricada pelo homem

outro livro da mesma autora
*
Aquilo que num homem é comportamento patológico é exigido numa mulher. Um homem calvo que use peruca é uma figura ridícula; uma mulher calva que se recuse a usar peruca está a ser obstinada e rebelde. As mulheres com pêlos a mais (i. e., quaisquer pêlos) devem lidar diariamente com todo o tipo de produtos de depilação para parecer que não têm pêlos. Oxigenar bigodes, por cera nas pernas e arrancar sobrancelhas são actividades que absorvem centenas de horas das mulheres.
[...]
Uma das minhas amigas passa a vida a tactear a parte de baixo do queixo com as costas dos dedos, procurando inconscientemente a emergência de um pêlo hirsuto [...] Uma tal insegurança foi instilada nas mulheres ao longo de várias gerações [...] Todos os números de todas as revistas femininas exploram a ansiedade das mulheres relativamente aos "pêlos indesejáveis". Não se aconselha as leitoras que se sintam bem com os seus pêlos, mas antes a recorrer à depilação ou à electrólise e até a verificar se não sofrem da raríssima perturbação tiroídea que provoca o hirsutismo.
*
in A Mulher Total - Germaine Greer
*
(Germaine Greer é uma académica australiana, considerada anarquista e feminista.)
*

Monday, October 13, 2008

Sunday, October 12, 2008

Tres vozes femininas - I

Freia, deusa da juventude e amor, cujas maçãs conservavam os imortais eternamente jovens. Wotan oferece-a aos gigantes como pagamento da construção do Valhalla *

Tal como Fricka, "muitas esposas de Wotan" contemporâneas acham que o seu casamento tem forma mas nenhuma substância [...] -é frequente que não esteja sexualmente interessado na esposa e não se importe em saber como ela se sente [...] Quando ela lhe diz a verdade trata-a como uma rabugenta; consequentemente, num esforço para ser ouvida, ela pode tornar-se insistente e por vezes histárica. Nesse caso, o homem torna-se em geral ainda mais distante.
[...]
Quando as filhas são desprezadas ou maltratadas por um pai poderoso, cujo amor e aprovação procuram, isso afecta a confiança e auto-estima delas. Torna-as susceptíveis a virem mais tarde a ser dominadas por outra pessoa, da mesma maneira que a filha de Wotan, Sieglinde, era dominada por Hunding.
Os "filhos de Wotan" que são como Siegfried, neto e herdeiro de Wotan, não é provável que visitem um psiquiatra. Não se vêm a si próprios como tendo problemas [...] Se são filhos, netos ou filhos substitutos de construtores de dinastias, podem ser preparados para o sucesso como herdeiros de Wotan, apenas para descobrir que ele é incapaz de abdicar do controlo ou do poder.
[...]
No ciclo do Anel, é Brunnhilde quem traz um fim para a era do poder de Wotan, um fim que este antecipa, mas que ele próprio não pode provocar
[...]
Na vida familiar contemporânea, e nos comentários acerca da sociedade, é a filha que traz à luz o abuso de poder nas relações.
Quando as pessoas ficam obcecadas pela sua demanda de poder como controlo, segurança ou recohecimento, e quando têm poder sobre outros, então o que elas fazem afecta os que estão à sua volta [...]
O poder é o principio regulador na patriarquia , e quando quem reina é o poder mais do que o amor, a liberdade e a justiça tambem sofrem. É uma luta conservar o amor como príncipio numa cultura patriarcal, e todavia secumbir ao poder á destruidor das próprias relações com cuja necessidade viemos ao mundo.
[...]
Siegemund é um homem cujos sentimentos não estão entorpecidos, que usa a sua espada para defender a vulnerabilidade e a liberdade de escolha. Siegemund é o filho que não sobrevive nem prospera na patriarquia, [...] que é simultâneamente um proscrito e um modelo para o homem não patriarcal. Em Siegemund vemos a força masculina usada para defender e preocupar-se com os outros.
*
(O Anel do Poder, cap. Querer Amor e Contentar-se com Poder - Jean Shinoda Bolen)
*

Thursday, October 09, 2008

Libertando-nos do ciclo do Anel

*
*
À primeira vista o título e capa daquela edição remetiam para o que parecia ser um romance juvenil... mas um olhar mais atento revelou uma das minhas autoras favoritas: Jean Shinoda Bolen e um folhear rápido garantiu que era uma escolha desejada.
O livro encontrei-o por acaso na feira de fim de edições (que significa tambem mini-preços) que está na praça da Figueira até 18 de Outubro, na baixa de Lisboa.
*
E está a corresponder perfeitamente às expectativas.
* * *

"Começo cada um dos quatro capítulos centrais contando a história de uma das quatro óperas -O Ouro do Reno, A Valquíria, Siegrefied, e o Crepúsculo dos Deuses -que formam o Anel do Nibelungo.
[...]
Nos círculos operáticos, o Anel possui um fascínio inultrapassável. O poder evocativo da música e do mito para tocar cordas profundas do sentido pessoal explica porque é que os indivíduos ficam enfeitiçados pelo Anel do Nibelungo. Quando a experiência é assim, a alma comove-se. Quando é acrescentada a compreensão psicológica, também o espírito fica envolvido. Escrevi o Anel do Poder como um meio para que o reino psicológico penetre no conhecimento consciente das pessoas que querem acrescentar essa dimensão à sua experiência do Anel.
Espero que os leitores encontrem aspectos das suas vidas pessoais nos primeiros quatro capítulos [...] Embora a substância do livro esteja nestes capítulos, a mensagem espiritual central deste livro pode ser econtrada no capítulo cinco, "Libertando-nos do ciclo do Anel"
O capítulo seis, "Para além do Valhalla:um Mundo pós-patriarcal?" é uma especulação visionária sobre a possibilidade de uma era pós-patriarcal e a contribuição que cada um de nós dá para esse fim pelo facto de viver autenticamente e falar verdade.
Este livro que insistiu para que eu o fizesse nascer, vai agora para o mundo. Espero que ele toque tanto o coração como o espírito, que evoque sonhos e conceda a homens e mulheres o poder de agir segundo o que é verdadeiro para eles. Possa o Anel do Poder fazer alguma diferença para pessoas que podem fazer diferença onde quer que estejam."
*
(Prefácio de Jean Shinoda Bolen)
*

Wednesday, October 08, 2008

arte de Diana Vandemberg

Peru,Sillustani, Torre da Iniciação
*
auto retrato de Diana Vandemberg

France, Carros, O Castelo dos Templários
*
Tamosan
(página dedicada a cronos no feminino...)
*

Sunday, October 05, 2008

Liberdade... quem não a quer?!

*
da secção vídeos , do link anterior
*
*
Vídeo sobre algo particularmente nojento à minha maneira de encarar o mundo: caça
Como pode alguem divertir-se a tirar a vida a um animal?!?
*

Thursday, October 02, 2008

Semana Mundial por los Animales: Octubre 4 al 10 de 2008

Vamos entrar na semana de celebração dos direitos animais, e vai haver posts a respeito do tema. Aliás, Outubro anuncia-se movimentado quanto a comemorações... -que eu vou tentar acompanhar aqui na medida do meu por enquanto escasso, tempo disponível...
*
¿Por qué debes firmar la solicitud?
*
Puedes ayudarnos a conseguir el reconocimiento y la protección de los animales de todo el mundo uniéndote a la voz global de los 10 millones de personas que apoyan nuestra campaña.
Los animales y nuestra relación con ellos nos conciernen a todos, incluyéndote a ti. Haz que los animales también importen al gobierno. Hazle saber a tu gobierno que los animales te importan.
*
Semana Mundial por los Animales: Octubre 4 al 10 de 2008
*
**

*