Saturday, May 30, 2009

não perder tempo...



...com o que não interessa!

Parece um conceito básico de bem estar, mas ...quantas vezes esquecemos do nosso caminho interior p/ satisfazer expectativas alheias? (provavelmente tão potencialmente erradas ou certas e com tanta razão a existir quanto as nossas!)
Saber afastar as pessoas, situações ou emoções que representam lixo na vida de cada um de nós é algo absolutamente saudável. Detectar o que está estagnado, atolado -e que até gosta de estar! Independente da máscara com que se apresente e saber passar em frente, é no minimo sinal de bom senso.
São situações de eterno-problema-sem-solução-à-vista, pessoas vampíricas ou conflituosas presas o seu proprio disco riscado de emoções e, claro, sempre donas da sua verdade e já agora tambem da dos outros. Sem esquecer aquelas emoçõezinhas negativas preciosamente caras a certas mentes.

Porque a vida é breve... vai leve!
* * *
Tenho aprendido que seguir o chamado do coração é sempre mais seguro do que se guiar pelo que os outros esperam de nós ou projetam em nós. Ainda que em um primeiro momento possamos nos sentir inseguros entre escutar a voz da razão ou do sentimento, está última será sempre a verdadeira e certeira, pois conectadas com nossa sensibilidade e intuição que ultrapassam os limites de tempo e espaço e nos projetam para uma realidade futura e causal. Isso não significa que devamos deixar de usar a razão, mas razão e sentimento devem andar juntos, razão sem sentimento é como um solo infértil, pois é o sentido que somente enxerga pelo lado de fora, e não pelo lado interior, onde podemos entrar em contato com nossa verdade mais profunda. E ser verdadeiro consigo mesmo é a tônica desses novos tempos. Ego e máscaras só servem para nos distarciarmos do nosso verdadeiro eu, do ser integral que somos, assim como para nos dissociar de nossos ritmos internos, nossos "timings" essenciais, nossos ciclos tão sagrados ao nosso crescimento.
[...]
E quando escolhemos o caminho da unidade, o caminho da dualidade fica insuportável, difícil e sofrível. Constatar que ainda possamos ser alvo de antipatia e incompreensão, quando dentro de nós a intenção de uma união interna, compreensão e aceitação verdadeira do outro está presente nos magoa sim, ainda que tenhamos plena consciência da inconsciência do outro. Também é coerente que estejamos em um estado de perdão incondicional nesses casos. Mas ainda assim, perdoando e deixando passar, conviver com situações e pessoas que nos diminuem, ao invés de nos acrescentar algo, não é legal. Aprendi que romper com essas vivências e relacionamentos é o melhor remédio para poder continuar firme e de cabeça erguida em nosso caminho, alinhados como a nossa verdade. Em 2008 antigos relacionamentos se foram, os verdadeiros ficaram e alguns outros verdadeiros se firmaram. Mas sinto que esse processo ainda continua.Sermos nós mesmos e termos total responsabildade por quem somos e o que criamos não é tarefa fácil não. Mas a cada passo assertivo nos sentimos mais confiantes. Mas aprendi que ser assertivo não é sempre ser bonzinho e perfeito e aceitar tudo o que despejam em nós... Saber dizer não é muitas vezes é o caminho mais efetivo.

(link)

Tuesday, May 26, 2009

Por uma ciência sem crueldade!





No passado dia 24 de Abril, Dia Mundial do Animal de Laboratório, a Plataforma de Objecção do Biotério organizou uma marcha contra a construção do Biotério da Fundação Champalimaud, que está actualmente projectado para ser construído na Azambuja.
.
Nesta marcha participaram mais de 100 pessoas, algumas delas investigadoras nas áreas da Biologia, Veterinária, Bioinformática, Farmácia, entre outras, num percurso de cerca de 1800 metros entre a Fundação Champalimaud (Saldanha) e a Fundação Gulbenkian (perto da Praça de Espanha).
.
Esta foi a primeira de muitas iniciativas públicas que pretende expor o erro que é a construção, com dinheiro público, de uma enorme infra-estrutura (biotério) que irá produzir um recurso (cobaias) que a médio/longo prazo deixará de ser necessário graças aos avanços na descoberta de alternativas sem animais.
.
A Plataforma irá propôr, através de uma petição em papel dirigida à Assembleia da República, a construção de um Centro Europeu de Validação de Métodos Alternativos em substituição ao investimento feito neste projecto condenado.
* * *
[...] Este Biotério a ser construído será um local onde irão de forma muito cruel torturar milhares de animais para fins ditos "científicos". Terá uma capacidade de 20 000 a 25 000 animais que serão vendidos a universidades, institutos de investigação e empresas farmacêuticas. Custará 36 milhões de euros, dos quais 27 milhões são provenientes dos impostos pagos por todos. Este dinheiro deve ser investido na investigação e implementação de novas alternativas e não no atraso da ciência.Tendo em conta a ausência de ética e ineficácia existente na experimentação em animais, por favor não deixe de mostrar a sua indignação contra a construção do biotério [...]
*

Friday, May 22, 2009

Hakani


*
(Hakani parte 3)

Têm os índios brasileiros o direito de praticar o infanticídio?
Era o de que precisávamos: um caso quente que envolve ética, antropologia, direito, política... Em última instância: filosofia...
Em discussão estão principalmente estas duas questões:
1) A diversidade e o relativismo cultural
Se a cultura indígena aprova, ou mesmo determina, que bebês com deficiência física sejam sacrificados (isto é, que sejam deixados sem assistência para que morram, ou mesmo que sejam ativamente matados), nós que temos uma cultura diferente vamos ficar apenas olhando?
Afinal de contas, a diversidade cultural, como há muito se alega, não é um bem?
O relativismo cultural não é apregoado aos quatro cantos, afirmando que nenhuma cultura é superior a outra, e que todas têm o direito de ter seus próprios sistemas éticos, que são igualmente bons, ou, pelo menos, incomensuráveis?
O multiculturalismo não é ensinado em nossas escolas como um valor a ser preservado?
Não é isso que prega, aos quatro ventos, a FUNAI?
2) A questão das “nações indígenas”
Os indígenas brasileiros estão de fora da nação brasileira, constituindo uma outra nação, ou um conjunto de outras nações, com seu próprio território, suas próprias leis, seus próprios costumes, seus próprios valores?
O presidente da FUNAI não é uma espécie de Secretário Geral do equivalente da ONU dessas nações indígenas brasileiras --- e é assim que elas se denominam e a FUNAI freqüentemente a designa?
Não é isso que prega a FUNAI e os seus antropólogos de plantão?
A questão não é só cultural, antropológica, ética: é também política e de direito (quiçá internacional...)
o O o
Por fim, a FUNAI mistura tudo, trazendo para o mexilhão até mesmo a religião: ter um filho defeituoso é, para os índios, um grave "pecado", diz a nota da FUNAI.
A nota da preclara instituição não esclarece, no caso, de quem seria o "pecado": seria dos pais? Da comunidade? Da tribo? Da própria criança que nasce defeituosa? E esse "pecado" justificaria o sacrifício da criança?
A FUNAI parece pensar (se é que pensa) que, no mínimo, são os índios que devem decidir isso, não as leis e o sistema judiciário do país... – e que a cultura predominante do país pensa sobre a questão é absolutamente irrelevante.
A FUNAI alega estar tentando proteger os direitos dos pais da menina. E os direitos da menina com hidrocefalia, quem protege?
As questões do aborto e da eutanásia aqui reaparecem em um contexto multicultural... A cultura aqui faz as vezes da religião (como a nota da FUNAI deixa claro), misturando esse caso com a postura dos Testemunhas de Jeová que se recusam a, por exemplo, fazer transfusão de sangue e a permitir que ela seja feita em seus filhos, ainda que morram...
o O o
Institucionalmente, essa é uma questão da Justiça Estadual ou da Justiça Federal? Ou seria da Justiça Internacional, visto que os Ianomânis são, como se apregoa, uma nação autônoma?
Ainda institucionalmente, a Fundação Nacional de Saúde (FUNASA) e a Fundação Nacional do Índio (FUNAI) estão em pé de guerra. Quando duas Fundações do Executivo Federal discordam, quem resolve? O Presidente? E o Conselho Tutelar, onde fica, institucionalmente, nessa briga entre as diversas Justiças e as diversas Fundações? E o Ministério Público Federal?
E as Igrejas, que vivem tentando salvar os índios de sua cultura, levando-os a aceitar o Cristianismo, como ficam? E as ONGs, que vivem tentando salvar os índios do Cristianismo e de toda cultura não-indígena, que apito vão apitar?
Numa questão marginal, mas importante, será que nós, agindo na contra-mão da recomendação contida no
princípio da Navalha de Ockham, não estamos multiplicando entidades além da necessidade -- e além do bom senso?
o O o
De repente descobrimos que o infanticídio é praticado no Brasil impunemente e que os índios matam não só crianças que nascem defeituosas, mas também gêmeos e filhos de mãe solteira... E isso com o conhecimento e sob a proteção da FUNAI!!!
Que país é esse?
Que belo cardápio para um curso transdisciplinar que discuta o que hoje seria objeto de cursos de filosofia, antropologia, direito, ciência política, para não mencionar a teologia, a regina scientiarum?
O UOL ataca com suas próprias armas de alta tecnologia: Enquetes e Grupos de Discussão... Enquete: A bebê ianomâmi deficiente deve ser entregue aos pais? Vote! Grupo de discussão: Em casos de vida ou morte, a Justiça deveria interferir em questões culturais? Opine!
Vote!!! Opine!!! A sociedade deve se envolver na discussão da questão, excitar-se toda, ler mais o site do UOL...
Os ativistas devem organizar seus exércitos, fazer demonstrações, elaborar piquetes, conseguir seus 15 segundos de fama...
o O o
No meio disso tudo, há as curiosidades e as figuras ridículas... Nesse primeiro assalto claramente se destaca a figura do administrador regional da Funai em Manaus, Edgar Fernandes. Colocando-se no lugar da Corte Suprema brasileira ela já sentencia: "Ela (Justiça Estadual) não tem prerrogativa para julgar esse caso. Questões envolvendo índios têm de ser resolvidas na Justiça Federal." Colocando-se na posição de Antropólogo Mor da Nação ele determina: "Os povos indígenas têm direito às suas próprias crenças. Os pais da menina não acreditam mais na medicina ocidental e querem que ela tenha os seus últimos dias na aldeia". Será que os pais da menina acreditaram um dia na medicina ocidental e agora não acreditam mais???
Well, é isso. Boa discussão no fim de semana...
*

(história de Hakani)

Sentires

Penso por vezes que, se tivesse sabido que ela não sobreviveria à sua doença, teria escrito um livro diferente - menos uma meditação sobre a figura paterna ausente e mais uma celebração daquela que era a única constante na minha vida. Não tentarei descrever quão profundamente ainda sinto o seu falecimento. Sei que era o espírito mais bondoso e generoso que conheci, e que lhe devo o melhor que existe em mim.
.
(in prefácio à revisão de 2004 de A Minha Herança - Barack Obama)


- Parou para beber mais um pouco de água e, depois, perguntou - O que é que preferias ser?
Não respondi e Lolo semicerrou os olhos e contemplou o céu.
- É melhor ser forte - afirmou, por fim, pondo-se de pé. - Se não puder ser forte, sê esperto e vive em paz com os que são fortes. Mas é sempre melhor ser-se forte. Sempre.

Wednesday, May 20, 2009

Aung San Suu Kyi -símbolo de resistência pacífica

sobre Aung San Suu Kyi

Caros amigos,

Depois de 13 anos presa, a Prêmio Nobel da Paz Aung San Suu Kyi foi novamente encarcerada, com acusações ilegítimas impostas pela junta militar brutal da Birmânia. Diga para o Secretário Geral da ONU garantir a libertação dela e de todos os presos políticos do país: Aung San Suu Kyi, líder pró-democracia e vencedora do Prêmio Nobel da Paz, acabou de receber novas acusações dias antes do fim do cumprimento da sua pena de 13 anos de prisão. Ela e outros milhares de monges e estudantes foram presos por desafiarem pacificamente a ditadura brutal de seu país, a Birmânia (Mianmar).Mesmo correndo o risco de sofrer uma retaliação dos militares, os ativistas da Birmânia estão organizando um movimento global pela libertação de Aung San Suu Kyi e de todos os prisioneiros políticos do país. Nós temos apenas 6 dias para ajudá-los a conseguir uma quantidade gigantesca de assinaturas, que serão apresentadas para o Secretário Geral da ONU “Ban Ki Moon semana que vem. A petição pede que ele dê prioridade máxima à libertação dos presos, impondo a libertação como condição para qualquer engajamento com a junta militar. Clique no link para assinar e encaminhe este email para seus amigos, só com um grande número de assinaturas poderemos garantir a libertação de Aung San Suu Kyi e de todos os presos políticos da Birmânia:

http://www.avaaz.org/po/free_aung_san_suu_kyi

No dia 14 de maio, Aung San Suu Kyi foi enviada para o presídio acusada de permitir a entrada de um homem norte-americano em sua casa, violando assim sua prisão domiciliar. A acusação é absurda pois a casa é cercada por guardas militares que são justamente os responsáveis pela guarda do local. Está claro que as acusações recentes são um pretexto para mantê-la presa durante as eleições de 2010.O regime militar da Birmânia é conhecido pela repressão violenta a qualquer ameaça ao controle militar total. Milhares de pessoas estão presas em condições desumanas, onde não há atendimento médico e onde a prática de tortura e outros abusos são freqüentes. Há uma repressão violenta a grupos étnicos e mais de 1 milhão de pessoas já fugiram do país. Aung San Suu Kyi é a maior ameaça ao poder da junta militar. Ela é a maior líder do movimento pró-democracia e teve uma vitória esmagadora sobre a junta nas eleições de 1990, sendo portanto a candidata mais forte às eleições programadas para o ano que vem. Ela tem sido presa continuamente desde 1988 “e apesar de estar sob prisão domiciliar, ela não tem contato nenhum com o mundo exterior. No presídio Insein onde ela foi levada semana passada não existe atendimento médico o que significa um enorme risco para as suas graves condições de saúde.Fontes dizem que o movimento global que está emergindo para pressionar a ONU já está intimidando a junta militar. Mais de 160 exilados da Birmânia e grupos de solidariedade em 24 países estão participando desta campanha. O Secretário Geral da ONU e líderes regionais chaves que estão em contato com o regime militar da Birmânia podem influenciar o destino destes presos políticos. Semana passada o Secretário Geral Ban Ki Moon disse: Aung San Suu Kyi e todos aqueles que podem contribuir para o futuro do país devem ser libertos. Vamos surpreender o Ban Ki Moon com um chamado global massivo, pedindo que ele aja de acordo com as suas palavras e faça algo para acabar com a brutalidade militar, assine agora a petição:

Assim como a libertação do Nelson Mandela, a liberdade de Aung San Suu Kyi depois de anos de uma detenção injusta, poderá representar um novo começo para a Birmânia, trazendo a esperança da democracia. Esta semana poderá se tornar um momento histórico “vamos mostrar nosso apoio à Suu Kyi e aos corajosos homens e mulheres que lutam pela democracia “demande sua libertação já!

leia: Prisão onde Suu Kyi é julgada tem apelido de "fossa do inferno"

Perfil: Aung San Suu Kyi é símbolo de resistência pacífica:

http://oglobo.globo.com/mundo/mat/2009/05/14/perfil-aung-san-suu-kyi-simbolo-de-resistencia-pacifica-755859903.asp

Ban está alarmado com a acusações contra Suu Kyi em Mianmar:

Líder da Oposição democrática da Birmânia enfrenta julgamento:

Começa julgamento de líder pró-democracia de Mianmar: link

Suu Kyi já não se fazem heroínas assim: link

(tudo isto foi encontrado na wickedlizard e transposto quase integralmente para aqui. Assinar petições e subscrever cartas de protesto já preparadas é algo muito simples e que se tem mostrado bastante eficaz a mostrar aos destinatários em várias causas internacionais o peso da opinião pública e da divulgação.)

boa ideia!

( link)
*
Cidade Belga de Ghent é a primeira a apresentar dias sem carne.

A partir do dia 13 de Maio de 2009, a cidade de Ghent, na Bélgica, uma das 370 cidades Europeias que contribuem para a melhoria do clima, pode bem ser oficialmente a primeira a optar por um Dia Sem Carne a ocorrer todas as semanas.

A primeira *Quinta-feira Vegetariana* vai começar na 4ª feira, dia 13 de Maio, com uma cerimónia festiva pública. Tom Balthazar, responsável pelo pelouro da saúde e ambiente da cidade, irá oficialmente proclamar as 5ªs feiras como sendo os dias vegetarianos.
Como aperitivo da campanha, os responsáveis pelo município já tiveram oportunidade de apreciar um *almoço gourmet vegetariano* na câmara municipal na semana passada.
[...]
A partir de Setembro, as escolas públicas irão servir almoços vegetarianos às 5ªs feiras. Todos os 5000 trabalhadores municipais vão receber um mapa gratuito vegetariano da cidade, e um folheto de cozinha vegetariana será enviado aos profissionais dos 1500 restaurantes da cidade. Vai haver aulas de cozinha vegetariana tanto para profissionais como para particulares. As cantinas para os trabalhadores municipais de Ghent já alargaram o seu menu vegetariano.

Aqui estão as motivações principais que levaram Ghent a criar a *Quinta-feira Vegetariana*:

- Qualquer redução da produção e consumo de carne - que leva ao aumento das emissões de gases e à degradação dos solos, água e ar, desertificação e desflorestação - trará enormes benefícios para o ambiente.

- Ghent também quer ser uma cidade saudável. Uma refeição vegetariana equilibrada não só é sustentável como saudável. Os cidadãos Belgas, e os Eurpeus em geral, comem demasiada carne e não consomem vegetais suficientes, o que traz sérias consequências para a sua saúde. Carne em demasia aumenta os níveis de colesterol e também os riscos de se sofrer de alguns tipos de cancro, diabetes e obesidade.

Tuesday, May 19, 2009

das psicoses de todos os dias...



as referencias e o vídeo correm notícias sem parar.
Pessoalmente acho deprimente que quem teria como missão transmitir dados correctos s/ sexualidade e tudo o que a ela se associa a adolescentes, seja uma pessoa que se permita a uma comunicação tão psicótica.
Como cereja no cimo do bolo, usa argumentos intimidatórios e de quebra ainda se permite à tentativa de vexar uma mãe de aluna com base e critérios sobre o tempo de educação escolar de cada uma.
Afff, na possibilidade de termos os nossos filhos a levarem com uma profissional de educação que se mostra tão desfuncional e descompensada, fiquei a pensar sériamente em mais uma vantagem a ter em conta para os que optam por escolaridade doméstica de qualidade, de que fala a anfibia!.

Monday, May 18, 2009

onde se fala de queimar bruxas na fogueira...


-Evidentemente - Ela brincou com o balão de cristal e a luz da vela dourou o seu conteúdo. - Prezo o talento, o talento especial. As pessoas com talentos especiais têm necessidades especiais. Os seus talentos requerem protecção. As pessoas que se destacam da maioria, como as orelhas excessivamente grandes na cabeça de uma Calley Dakin, atraem às vezes o ódio assassino de todos aqueles seres infelizes desprovidos de talento que constituem a maioria. Há comportamento humano mais característico que queimar bruxas na fogueira?
.
Foi uma afirmação que não consegui refutar.
.
(Enquanto as velas ardem, quase no final). Li e adorei!

da utilidade dos inimigos !


A utilidade dos inimigos é um daqueles temas cruciais em que um compilador de lugares-comuns como Plutarco pôde dar a mão a um arguto preceptor de heróis como Gracian y Morales e a um paradoxista como Nietzsche. Os argumentos são sempre esses - e todos o sabem.
*
Os inimigos como os únicos verdadeiros; como aqueles que, conservando os olhos sempre voltados para cima, obrigam à circunspecção e ao caminho rectilíneo; como auxiliares de grandeza, porque obrigam a superar as más vontades e os obstáculos; como estímulos do aperfeiçoamento de si e da vigilância; como antagonistas que impelem para a competição, a fecundidade, a superação contínua. Mas são bem vistos, sobretudo, como prova segura da grandeza e da fortuna.
*
Quem não tem inimigos é um santo - e às vezes os santos têm inimigos - ou uma nulidade ambulante, o último dos últimos. E alguns, por arrogância, imaginam ter mais inimigos do que na realidade têm ou tentam consegui-los, para obter, pelo menos por esse caminho, a certeza da sua superioridade.
*
Mas todos os registadores utilitários da utilidade de inimigos esquecem que essas vantagens são pagas por um preço elevado e só constituem vantagens enquanto somos, e não sabemos ser, os nossos próprios inimigos. Todo o tempo e esforços que se consomem para nos precavermos contra quem nos odeia, e defendermo-nos, seria muito mais bem empregado nas alegrias da paz e caridade. Viver no meio de um círculo de inimigos pode por vezes exaltar o orgulho, inspirar pensamentos heróicos e elevar acima da mediocridade, mas representa sempre permanecer num clima envenenado que, mais cedo ou mais tarde, enfraquece. Saber que toda a palavra será pesada, todo o acto mal interpretado, toda a obra menosprezada, acaba por suprimir a espontaneidade e vontade de fazer algo - conduz à dúvida e à paralisia.
*
E se a natureza não fosse tão má como é, os benefícios dos inimigos resultariam inúteis. Quem sabe ser inimigo do mal que tem em si não necessita da inimizade dos outros. Não sabendo ou não querendo ser inimigo dos nossos inimigos íntimos, acabamos por ser verdadeiros inimigos de nós mesmos. O verdadeiro inimigo é, para cada um, o amor de si.
*
Se os homens fossem menos invejosos, a prova da grandeza consistiria na admiração e no reconhecimento, e não na hostilidade. Se fossem menos vaidosos e cegos, saberiam a verdade de si por sua conta, sem a aguardar dos adversários. Enquanto formos rancorosos, vaidosos, arrogantes, madraços e propensos à deserção, os inimigos poderão desfrutar - o mal que nos desejam é frutuoso, em alguma parte, em virtude do mal que existe em nós.
*
Mas a verdadeira razão que nos predispõe para a apologia indirecta do ódio é a profunda fraternidade entre quem odeia e quem é odiado. Ser inimigo quer dizer assemelhar-se.
.

(Giovanni Papini, in Relatório Sobre os Homens)

do governo que temos

.
Proibição do Uso de Animais em Circos:
PS e PSD não deixaram aprovar projectos do PEV, PCP e BE
CDS-PP votou a favor das proibições
Parlamento e Governo continuam a permitir que Portugal seja um inferno para os animais


*

Em Maio, a Assembleia da Repתblica discutiu dois projectos-lei (PEV e PCP) e um projecto de resolução (BE) que pretendiam restringir ou proibir o uso de animais em circos. Para a ANIMAL, que apresentou a todos os grupos parlamentares, há quase quatro anos (em Outubro de 2005), os resultados da sua investigaחדo na cruel e degradante actividade dos circos com animais em Portugal (pode ver o vídeo aqui e pode ler o relatório aqui), e que desde então tem tentando levar o Parlamento a legislar sobre esta matéria, o facto de tres grupos parlamentares terem finalmente decidido avançar com iniciativas no sentido de restringir ou proibir a manutenção e o uso de animais foi muito positivo, apesar de ter sido um processo que, do ponto de vista da ANIMAL, não está isento de críticas.
.
O projecto-lei do PEV (Partido Ecologista “Os Verdes”) era um bom projecto-lei, pretendendo implementar uma proibição praticamente imediata da manutenção e uso de animais selvagens em circos e estabelecendo bases para uma proibição faseada da manutenção e uso de animais domésticos por companhias de circo. O projecto-lei do PCP (Partido Comunista Portugues) era bastante mais moderado, embora se tratasse de um projecto-lei que teria algumas implicações importantes, caso fosse aprovado, como seria a quase imediata libertação dos grandes primatas (como os chimpanzés) dos circos, estabelecendo, além do mais, normas conducentes a impedir que as populações de animais selvagens mantidos escravos em circos se pudessem renovar – estancando, assim, o problema com efeitos imediatos e levando a que, assim que falecessem os animais selvagens mantidos pelos circos, estes não pudessem adquirir mais.
.
Tanto o projecto do PEV como o do PCP previam tambem um programa de entrega de animais de circo, responsabilizando explicitamente o Estado por encontrar uma boa e adequada colocação para os animais, ao mesmo tempo que previam que o Estado compensasse financeiramente os circos e os artistas de circo que deixassem de ter animais. Já o projecto de resolução do BE (Bloco de Esquerda) não era mais do que isso – uma mera resolução, ou seja, o BE não fez mais do que propor ao Parlamento decidir recomendar ao Governo que proibisse a manutenção e o uso de animais selvagens em circos, sendo de salientar que esta iniciativa era extremamente frouxa e praticamente inútil, uma vez que pretendia atirar para as mãos do Governo a tarefa de legislar sobre esta matéria – quando o Governo claramente nada tem feito e nada faz para proteger os animais [...]
o PS (Partido Socialista), o PSD (Partido Social Democrata) e o CDS-PP (Partido Popular) nדo avançaram com qualquer iniciativa neste domínio.
[...]
O CDS-PP votou a favor das trךs propostas. A maioria dos deputados do PS votou contra as tres iniciativas, tendo alguns dos deputados socialistas optado pela abstenção e apenas poucos votado a favor das iniciativas, do que se seguiu que ficaram inviabilizadas. A maioria dos deputados do PSD votou contra ou absteve-se, tendo apenas muito poucos deputados desta bancada votado a favor das iniciativas. O PS chegou ao cúmulo de ter definido para os seus deputados um sentido de voto contra as proibições de uso e manutenção de animais em circos, tendo indicado aos seus deputados que, se quisessem votar de maneira diferente, teriam que informar a direcção do grupo parlamentar. E, como se tal não bastasse, a deputada do PS Eugenia Alho deixou bem claro aquilo que o seu partido pensa, vergonhosamente, acerca desta questão, quando acusou a oposição de estar mais preocupada com os animais do que com os domadores que ficariam sem trabalho e de não ter solução para os animais que teriam de abandonar os circos, visto que está completamente longe da realidade e do que aconteceria no caso das proibições desejadas serem implementadas, o que condena os animais de circo a continuarem a ter vidas miseráveis em jaulas, sofrendo privações severas e sendo regularmente treinados e subjugados com recurso a violencia. A deputada socialista Eugénia Alho disse ainda que existem leis que protegem os animais de circo e que a fiscalização basta. Ora, isto é falso, não só porque as leis que existem não protegem a maioria dos animais de circo, havendo uma grande confusão e um grave vazio legal nesta área, como, alem disso, a fiscalização é praticamente inexistente e de tal maneira ineficaz, que até a Direcção Geral de Veterinária e o Instituto de Conservação da Natureza e da Biodiversidade afirmam desconhecer quantos e quais animais tem os circos que operam em Portugal, sendo, alem disso, frequente a ANIMAL encontrar circos mantendo animais em pessimas condições, com actuações em concelhos por todo o país onde tantas vezes os médicos veterinários municipais nunca sequer se chegam a mostrar.
[...]
o PS e o PSD, exceptuando de um pequeno grupo de deputados de ambas as bancadas, tiveram um comportamento absolutamente vergonhoso, mostrando estar completamente distanciados da realidade que estavam a tratar e tambem daquilo que os portugueses querem em relação a protecção dos animais.
.
Recorde-se que, em termos gerais, Portugal continua a ser um país onde os animais são extremamente mal tratados e onde ainda é possível, por exemplo, alguém atirar um cão do alto de um prédio, provocando-lhe um sofrimento atroz e uma morte violentםssima e chocante, saindo completamente impune com um acto dessa natureza. E, até hoje, nenhum partido nem o Governo decidiram tomar qualquer medida legislativa para por fim ao inferno que Portugal continua a ser para os animais, nomeadamente também para os animais de companhia.
.
Por isso, tendo todos estes factos em conta e considerando que estamos em ano de eleições, por favor lembre-se que, apesar dos animais não poderem votar, aqueles que com eles se preocupam podem votar por eles. Nas próximas eleições legislativas, quando fizer a sua escolha e definir o seu sentido de voto, pelos animais, retire as suas conclusões da sua experiencia e observações acerca de como o Parlamento e o Governo se comportaram e comportam quanto a protecção dos animais – e, quando votar, lembre-se disso.
.
ManifestoANIMAL.org :: Pelo Fim dos Crimes Sem Castigo
.
(texto a italico: excertos de comunicado da Animal)

Friday, May 15, 2009

debate animais II



Para quem sente o problema como tal e se interessa de verdade.
.
Diferente do anterior este programa foca muito mais a questao dos animais de companhia e as variadas injustiças a que estão sujeitos.
.
Optimo de ver.

Thursday, May 14, 2009

disfunções humanas



Este vídeo tem uma história.
Leia-a aqui

Eddie Vedder dos Pearl Jam, criou esta música em memória de Jeremy

(disfunções humanas provocam mais disfunções, num ciclo contaminante difícil de quebrar... Bullying, sobretudo na infância, antes da pessoa estar estruturada, é dos acontecimentos mais banais mas arrasadores para a personalidade e nem todos conseguem depois dar a volta por cima.)

Para quem quiser a letra traduzida: link

Tuesday, May 12, 2009

viva a racionalidade comunicativa!


Jürgen Habermas, um dos mais importantes pensadores da atualidade, contradisse a fragilidade teórica da modernidade levantada por Hegel, o materialismo revolucionário de Marx e a descrença de Nietsche na Razão, reconstruindo a concepção de sociedade sob um novo paradigma: a racionalidade comunicativa para a reconstrução dos fundamentos sociais. [...] Entendendo a racionalidade comunicativa como “aprendente” (em permanente processo de ampliação e aperfeiçoamento), afirma que os grupos sociais são capazes de desenvolver competências mais complexas para conhecer a realidade, superando as explicações apenas racionais e seus desdobramentos deterministas e autoritários.
*
é com esta prosa simultaneamente sensata e espectacular que se apresenta o blog livrepensar que não se atemoriza de correr riscos e apresentar novas possibilidades que surgem de solucionar doenças que tantos seres arrasam; isto sem prejuizo de manter uma atitude suficientemente equilibrada e atenta para não gerar imprudencias e riscos inúteis
Admito que pensei duas vezes ao descobrir a matéria, 3º post seguido sobre saúde?! depois resolvi que o faria, afinal já ouvi -das mais dispares proveniências, que o bicarbonato de sódio é remédio simples mas exemplar para combater a acidose (inclusive a nível estomacal) e tambem já ouvi um cento de vezes que onde há excesso de acidos (no corpo) há doenças ou se não há têm um terreno muito favorável para se instalarem. Posto isto, tambem eu divulgo a razão deste post, e aconselho vivamente o texto original -com comentários incluidos, porque muitos são tambem informativos.
*
(para leitura integral da matéria abaixo, siga o link )
*
O médico observou que todo paciente de câncer tem aftas. Isso já era sabido da comunidade médica, mas sempre foi tratada como uma infecção oportunista por fungos – Candida albicans. Esse médico achou muito estranho que todos os tipo de câncer tivessem essa característica, ou seja, vários são os tipos de tumores mas têm em comum o aparecimento das famosas aftas no paciente. Então, pode estar ocorrendo o contrário – pensou ele. A causa do câncer pode ser o fungo. E, para tratar esse fungo, usa-se o medicamento mais simples que a humanidade conhece: bicarbonato de sódio. Assim ele começou a tratar seus pacientes com bicarbonado de sódio, não apenas ingerível, mas metódicamente controlado sobre os tumores.Resultados surpreendentes começaram a acontecer. Tumores de pulmão, próstata e intestino desapareciam como num passe de mágica, junto com as Aftas. Desta forma, muitíssimos pacientes de câncer foram curados e hoje comprovam com seus exames os resultados altamente positivos do tratamento.Para quem se interessar mais pelo assunto, siga o link (em inglês): nao deixem de ver o video, no link abaixo. O medico fala em italiano, mas tem legenda em português.
—–>
http://www.curenaturalicancro.com/
[...]
Bem que o livro de homeopatia recomenda tratar tumores com borax, que é o remédio homeopático para aftas. Afinal, uma boa notícia em meio a tantas ruins.
Site em português:
*
(tambem: no somostodosum.
*
*

Monday, May 11, 2009

O que os laboratórios e médicos não falam

In Loving Memory of Casi Renée
June 3, 1995 - June 13, 1999
.
Vacinas Infantis: O que os laboratórios e médicos não falam.
.
Texto gentilmente cedido por April Oakes, Presidente do Projeto Autismo Autoimunidade. Sua filha Casi Oakes, autista, falecida aos 4 anos de idade, transformou a vida desta mãe que hoje se dedica a ajudar outras famílias de autistas.
Discurso de Abertura da Conferência Autismo AutoimunidadeConferência realizada em 16 de Agosto de 2002, em Davie/FL EUA.
.
Olá, meu nome é April Oakes e eu acho extremamente difícil ter que me apresentar aqui e servir de voz para estas crianças. Meu marido e eu começamos nossa organização em homenagem a nossa filha de 4 anos, chamada Casi, que faleceu no dia 13 de Junho de 1.999. A única razão que me faz ser capaz de respirar hoje, após ter perdido o ser mais importante de minha vida, é que Deus tornou a minha missão nesta vida muito clara.
.
Nós nos demos conta de que Casi foi vitimada por vacina, antes de ter recebido o rótulo de autista. Eu digo "rótulo" porque eu acredito ser isto o que os profissionais na sua maioria, e os burocratas da saúde pública desejam que chamemos estas crianças vitimadas por vacina, deste modo, isto implica que a condição delas seja algo sem causa ou cura e de ocorrência totalmente aleatória.
.
Comprometi-me a dedicar o resto de minha vida para fazer o QUE QUER QUE SEJA NECESSÁRIO, para ajudar crianças com Autismo Tóxico e de Autoimunidade, bem como proteger crianças saudáveis ou que ainda estejam por nascer da epidemia de autismo.
[...]
Os políticos, repetem sem parar a assertiva ultrapassada de que o autismo é genético, sem querer enxergar uma realidade dolorosa e de muito custo. Respostas imunológicas causaram uma epidemia de doenças crônicas infantis, do tipo que a pesquisa genética atual é incapaz de controlar.
[...]
Nós consultamos um dos maiores pesquisadores em Fort Lauderdale, Flórida, o Dr. Andrew Wakefield, em 8 de Setembro de 2.001. Ele de modo persistente, encontra o virus vivo do sarampo nas entranhas de crianças com autismo, levado através da vacina MMR. Ele apresentou suas descobertas para aproximadamente 600 pessoas e nós fomos capazes de dedicar 40.000 dólares para as suas pesquisas. Que homem incrível !!! Eu pessoamente, nunca encontrei um médico tão determinado nem tão caridoso, que realmente escuta os pais das crianças. Nós também apoiamos o trabalho dos Drs. Vijendra Singh e James Oleske, que estão encontrando elevados índices de anticorpos de virus de sarampo na maioria de seus pacientes autísticos.
.
A evidência que o autísmo seja uma doença autoimune, é bastante forte. A autoimunidade, é um estado no qual o organismo, ataca à ele mesmo, devido a que errôneamente, interpreta seus próprios componentes como estranhos. Nós aprendemos que estas vacinas com multi-componentes, que são dadas aos nossos bebês, bem como as vacinas simples, que são frequentemente dadas junto em uma única dose, contêm muitas substâncias tóxicas. As vacinas contêm ingredientes tais como Anticongelante, Fenol (usado como um desinfetante), Formaldeído (conhecido como um cancerígeno), Alumínio (associado com a doença de Alzheimer), Thimerosal (um derivado do mercúrio, ligado à danos no cérebro e a doenças no sistema imunológico), Neomycina and Streptomycina.
.
Estas vacinas são produzidas e desenvolvidas à partir do cultivo em tecidos humanos e animais, como tecido de rins de macaco, embriões de galinha, tecido de rins de cachorro, cerum de bezerros, células diplóides humanas (orgãos dissecados de fetus de abortos), células sangüineas de porco e de cavalo e cérebro de coelho. Nós somos forçados a acreditar, que todos estes ingredientes e materiais genéticos possam ser injetados em sistemas imunológicos imaturos, sem efeitos negativos !!
*
Queremos que os pais se dêem conta do seguinte: Vocês têm opções...
—Vocês têm o direito de tomarem uma decisão consciente e informada, embora este direito esteja constantemente sob a ameaça de pessoas que gostariam de mudar as leis.
A solução para este problema é atacar a causa e não os sintomas. É uma questão vital, que saibamos, tendo em vista as pesquisas de autismo, que existem muitos interêsses poderosos que perderiam dinheiro e possivelmente também a sua reputação, se o autismo fosse curado ou prevenido.
—Existe também, muito dinheiro a ser ganho se continuarmos com os tratamentos usuais: remédios que tratam apenas os sintomas (freqüentemente com efeitos colaterais destrutivos). Tragicamente, o governo, bem como a maioria das organizações privadas de pesquisas sobre o autismo, são dominados por estes interêsses.
*

fronteiras do "natural"...

Para hoje escolhi dois assuntos polémicos...
qualquer deles relacionados com saúde
e ambos a fazerem pensar!
Vale a pena seguir os links e ler textos completos.
*
IMPLANTE PERMITE SUSPENDER A MENSTRUAÇÃO
"Nem tudo que é natural é bom. As doenças e a morte, por exemplo, são ocorrências naturais e nem por isso as consideramos boas”.Pela frase acima dá para imaginar o quão polêmico é o médico baiano Elsimar Coutinho. Suas críticas à recusa da Igreja Católica aos métodos contraceptivos ou à falta de programas governamentais de planejamento familiar ficam longe da repercussão de sua principal bandeira na medicina: o fim da menstruação. Coutinho é autor do livro “Menstruação - A Sangria Inútil” (Editora Gente), obra que já está na 6ª edição e se propõe a ensinar as mulheres a não menstruar para fugir das dores e complicações causadas pelo sangramento. O cientista que além de ginecologista é endocrinologista, estuda métodos de supressão da menstruação desde a década de 60, mas suas teses só ganharam repercussão a partir de 1996, quando seu livro foi lançado nos Estados Unidos e na Europa.
.
.
Contrariando os médicos que consideram a menstruação algo natural, necessário para “limpar” o organismo feminino, Coutinho condena o sangramento apontando-o como principal responsável por doenças como a endometriose, câncer de mama, anemia e diversos problemas causados pela Tensão Pré-Menstrual, a temida TPM. Entre os métodos propostos pelo cientista para evitar a menstruação está a utilização do AMP, um anticoncepcional injetável que teria o mesmo efeito da contracepção cirúrgica. Trata-se de uma injeção intramuscular aplicada no braço para que a mulher fique sem menstruar por pelo menos seis meses. “O líquido injetado é um progestínio, que funciona como se a mulher ficasse grávida sem ter o filho
[...]
“ É como se ela fosse obrigada a sofrer um aborto todos os meses”, diz. Segundo Coutinho, quando a mulher ovula já está grávida do ponto de vista da endocrinologia. A presença do espermatozóide só vai contribuir com o material genético. “Quando a fertilização não acontece, a mulher tem de abortar o ovo não fecundado [...]
.
e tambem:
Pílula do homem
Como diretor do Ceparh (Centro de Pesquisa e Assistência em Reprodução Humana), Elsimar Coutinho também é criador de uma pílula anticoncepcional masculina que ainda não está disponível no mercado, mas já foi submetida à aprovação pelo Ministério da Saúde. A pílula inibe a espermatogênese, não permitindo que o espermatozóide seja produzido pelo organismo masculino. “Os espermatozóides são gerados a partir de células da parede do testículo, chamadas de espermatogonias. O anticoncepcional interfere nesse processo celular e inibe a produção de espermatozóides”, explica.
.
mais pormenores: link

Saturday, May 09, 2009

sugestão...


Rodrigo Guedes de Carvalho , jornalista e apresentador do programa Aqui e agora, é tambem escritor

Embora ligue bastante pouco a televisão, tem me surgido o programa Aqui e agora pelos caminhos do zapping a que sujeito qualquer tv que não tenha um programa sobre natureza, ciência ou desportos radicais que me satisfaça...

Além de gostar da condução dada pelo apresentador, Rodrigo Guedes de Carvalho, tenho encontrado interesse nos temas escolhidos para os debates e respectivo desenvolvimento /desempenho dos participantes, por isso deixo o link dos vários vídeos até à data, como sugestão para quem não tiver visto.
.
E não é que fiquei a saber no sexo sem tabus que alguém se propôs a criar online um clube de virgens? as coisas que me escapam no fantástico mundo virtual... :-)
.
Tenho gostado bastante da seleção de temas, e ontem não foi excepção: sobre a infertilidade enquanto assunto de saúde pública além de mais algumas considerações bastante oportunas.
*

boas notícias! o chocolate ajuda quem quiser emagrecer -mas só o amargo...

não é novidade, mas tem gente que liga chocolate a gordura por desconhecer que o chocolate com MAIOR TEOR de CACAU não só não engorda como... emagrece! :
*
os ácidos fenólicos presentes no cacau são os responsáveis pela ação emagrecedora. "Eles interferem na produção da leptina, o hormônio da saciedade -- que, nos obesos, é bem reduzida --, e ainda queimam calorias"
...
tem a ajuda extra dos antioxidantes, que previnem o acúmulo de gordura nas células.
...
Os fitoquímicos do cacau melhoram a secreção da adiponectina, o que aumenta a ação antiinflamatória, reduzindo os riscos de diabete e aterosclerose,
...
há no cacau o poder de inibir um mecanismo que faz o organismo estocar ou produzir mais gordura. Toda essa riqueza está no chocolate amargo
*
*
QUANTAS VANTAGENS:
* Ajuda a reduzir a pressão por ter ação vasodilatadora.
*Impede a oxidação da gordura ruim (LDL), evitando que placas se acumulem nos vasos.
*Aumenta a imunidade, estimulando a produção de linfócitos, um tipo de glóbulo branco que defende o organismo contra vírus e bactérias.
*Pode auxiliar na proteção dos neurônios contra doenças degenerativas, como o mal de Parkinson e o de Alzheimer. *Reduz alguns sintomas da TPM, como depressão, e contribui para suprir eventuais carências de minerais, como magnésio, comuns nesse período do mês e também durante fases de estresse agudo
*
Nota minha: please esquecam o chocolate para pets!
* chocolate humano é m-o-r-t-a-l para eles, independente de serem cães ou gatos, já que não processam a teobromina, elemento sempre presente em qualquer barra.
(*nas clínicas veterinárias tem chocolate "próprio" para cães... -isento de teobromina)

a autora, a obra e a mensagem



gentilmente ofertados pela própria foram-me entregues os dois últimos livros da Rosa Leonor Pedro -finalmente encontramo-nos a três dimensões! E ela que me supunha brasileira (porque? a verdade é que não sei... rss) acabou na despedida, após um par de horas de conversa numa esplanada, de me garantir que eu tinha um ar muito português (seja lá o que isso for, rss, optarei por percepcionar a frase como positiva) embora esteja na contramão de algumas amigas de longa data que me garantem amiúde que sou "uma portuguesa muito atípica" ...

Ok, estamos em democracia, certo? (gargalhadas)

Divergências à parte sobre a minha banalíssima pessoa, fica sobretudo a indicação para quem estiver em Lisboa ou perto que a Rosa vai estar na feira do livro este domingo, 10 de Maio, onde poderão conhece-la e conhecer tambem o seu 3º e recém-lançado livro Mulheres e Deusas.
Uma oportunidade ímpar de conhecer de uma só vez a autora, a obra e a mensagem.
Sou uma religiosa sem igreja,
uma reclusa sem convento, amante de uma deusa sem altar.
Vivo na pele o tormento de uma humanidade que ainda não é.
Vivo no mundo sem nele já acreditar.
sou sacerdotisa de um templo destruido
à procura de um novo amor e uma nova fé.
Olho num único sentido,
intimo e profundo
no centro de mim mesma e espero a luz...
A luz de um outro mundo e a única esperança.
Com ele há-de vir a nova criança e a deusa em que ainda descansa
e as duas serão um só.
Numa epifania de cores e harmonia,
ele virá, sem armas nem ódios,
o Novo milénio.
*
(em jeito de autodefinição
in
Antes do Verbo era o Útero)

o mago




O livro não é do Paulo Coelho. é sobre o Paulo Coelho. uma biografia autorizada pelo próprio e segundo se diz insistentemente procurada, revolvida e conseguida por Fernando Morais.

aborda os pontos polémicos e controversos de uma vida tão variada quanto acidentada: das drogas às experiências sexuais sem fronteiras, do satanismo assumido, à violencia d0s tratamentos psiquiátricos,

Como eu própria já faz tempo que me armei em detective da bio de Paulo Coelho entre as informações disponíveis, estou a ponderar comprar e ler, mas suponho que não me trará surpresas de maior.

A obra, intitulada O Mago, narra a surpreendente história de Paulo Coelho, o homem que nasceu morto, flertou com o suicídio, sofreu em manicômios, mergulhou nas drogas, experimentou diversas formas de sexo, encontrou-se com o diabo, foi preso pela ditadura, ajudou a revolucionar o rock brasileiro, redescobriu a fé e se transformou em um dos escritores mais lidos do mundo, com mais de 100 milhões de exemplares vendidos.

(link)

Sunday, May 03, 2009

uma receita para o desastre...


Uma receita para o desastre

Os oceanos do planeta estão em crise. As práticas destrutivas de pesca e a sobrepesca têm um enorme impacto na biodiversidade dos oceanos e são reconhecidas como a maior ameaça ao meio aquático global. As estatísticas da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) demonstram que três quartos dos stocks de peixe com valor comercial estão completamente explorados ou sobreexplorados. Cerca de 88% das populações das águas europeias são victimas da sobrepesca, enquanto que a média mundial é de 25%.
(PDF/1,1MB)
*
A greenpeace criou um ranking de supermercados portugueses e suas políticas relativamente a pesca sustentável. Como vegetariana o assunto não implica com o meu dia-a-dia alimentar, mas tendo em conta que essa não é a realidade actual de muita gente acho que a divulgação da realidade é de extrema importancia. Curiosamente e segundo informação no site, nenhum dos supermercados prestaram as informações pedidas pelo estudo da greenpeace e ele teve que ser obtido por outros meios.
#
#
Que pede a Greenpeace?
A Greenpeace pede aos principais distribuidores que só disponibilizem produtos do mar que tenham sido obtidos de forma sustentável e que possam garantir que esses produtos não estão ligados a práticas destrutivas. A Greenpeace pede aos consumidores que exijam aos supermercados que desenvolvam uma política sustentável de compra de produtos do mar e que evitem consumir as espécies mencionadas nesta lista vermelha.
O navio "Esperanza" da Greenpeace enfrenta o navio japonês "Kyo Maru No.1", numa acção directa e não violenta contra a frota baleeira japonesa no mar das Ilhas Austrais.
* * *
Actualmente só 1% dos oceanos e mares do mundo estão totalmente protegidos, uma percentagem ridícula quando comparada com os espaços naturais protegidos em terra (11%).