Thursday, November 06, 2008

aproveitando a onda...... - O flautista de Hamlin


Aproveitando a onda B.O... e porque encontrei este texto rico em referencias mitológicas, históricas e não só, num ritmo de prosa que me cativou imenso, aqui deixo o link:

(É longo, mas... delicioso! )

[...]
O conflito produz milhares de rios abissais que cavalgam e moldam vales hiper-extensivos até desaguarem pela força de cascatas no oceano profundo e perfumado. Á dualidade junta-se o poder dos vales. É a trindade dinâmica de Tétis. A aurora do vertical. Não do horizontal. Hoje nova Tétis é sonhada. É encarnada em Barak Obama e John McCain. Obama qualifica o alto das montanhas. O verticalismo sonhador e ascendente da natureza. A revolta da superfície que se evidencia ao rivalizar com os ares. CC (McCcain) é o antípoda. Qualifica o verticalismo subterrâneo, real e descendente. A magnitude abismal dos vales.
[...]
Obama vocaliza… We… a multidão de milhares de ouvidos transforma-se em milhões de seguidores através dos meios tecnocráticos de comunicação – o Golem transforma-se em Mercúrio, o arauto dos Deuses. E da eloquência. OBama profetiza “Who are ready… é extraordinário! Os adeptos juram estar sob a presença de Jano. O Deus capaz de fazer presente as assimetrias do futuro e do passado.
[...]
Barak Obama é o retorno aos tempos mágicos do Egipto. O ciclo dos construtores de pirâmides e até dos reis negros do Egipto. Basta comparar a fisionomia do Democrata com a fisionomia de certa estatuária e pintura do Egipto para verificar coincidências. No inconsciente, Barak é o sucessor de Quéop e Quéfren. O casal Obama é a transfiguração do antigo casal de Amarna: O faraó Akhèrnaton e a sua esposa Nefertiti. O faraó herético que substituiu o antigo culto de Àmon pela religião de Àton – universal e monoteísta.
[...]

No comments:

Post a comment