Sunday, June 04, 2006

Ursos Pardos



Logo a seguir escuto o som de arbustos quebrados, o animal a arfar e vejo uma enorme massa de pêlo escuro que se dirige, ameaçadora, para nós. Oiço-me a gritar: "NÃO-URSO-PÁRA!" Numa fracção de segundo, de apertar o coração, o maciço animal aproxima-se até ficar talvez a 15m de distância, não sei bem. Só que agora parou, resfolegando e estalando as mandíbulas. Quanto a mim, desato a premir vaporizadores de pimenta vermelha, que têm um efeito dissuasor. Com o seu único olho, Gilbert fita-me e diz que é melhor mantermo-nos bem juntos, em grupo. Por mim, tudo bem. Depois, o animal desaparece e, sobre este urso, é tudo o que ficamos a saber.

mais

notas de campo
*

No comments:

Post a comment