Wednesday, December 01, 2004

Excertos...



As frases abaixo são excertos de diálogos dos personagens do livro O Código da Vinci de Dan Brown.

"Jesus cristo foi uma figura histórica tremendamente influente, talvez o líder mais enigmático e inspirador que o mundo alguma vez viu. Como o profetizado messias, Jesus derrubou reis, inspirou milhões de pessoas e fundou novas filosofias."

"A ironia fundamental do cristianismo! A Bíblia tal como hoje a conhecemos, foi coligida por um pagão, o imperador romano Constantino, o Grande" (...)

"Os vestígios da religião pagã na simbologia cristã são inegáveis. Os discos solares egípcios tornaram-se os halos dos santos católicos. Pictogramas de Ísis a cuidar de seu miraculosamente concebido filho Hórus tornaram-se o modelo das nossas modernas imagens da Virgem com o Menino. E praticamente todos os elementos do ritual católico...a mitra, o altar, a doxologia e a comunhão, o acto de “comer Deus”... foram directamente tirados de religiões pagãs anteriores."

"No cristianismo, nada é original. O deus pré-cristão Mitra... chamado Filho do Sol e Luz do Mundo... nasceu a vinte e cinco de Dezembro, morreu, foi sepultado num túmulo de rocha e ressuscitou três dias mais tarde."

"A propósito 25 de Dezembro também é o aniversário de Osíris, de Adónis e de Dionísio. O recém nascido Krishna foi presenteado com ouro, incenso e mirra"

"Nessa reunião [Concilio de Níceia] foram discutidos e votados muitos aspectos do cristianismo(...) e claro, a divindade de Jesus."

"(...) até àquele momento da História, Jesus tinha sido visto pelos seus seguidores como um profeta mortal... um grande homem, e poderoso, mas apesar de tudo um homem. Um mortal."

"(...) O estabelecimento de Jesus como “Filho de Deus” foi oficialmente proposto e votado no Concílio de Niceia"*

"A maior parte dos cristão instruídos conhece a história da sua fé. Jesus foi sem dúvida um grande homem. As manobras de baixa política de Constantino em nada diminuem a majestade da vida de Cristo. Ninguém está a dizer que Jesus foi um trapaceiro, ou a negar que viveu neste mundo e inspirou milhões de pessoas a terem uma vida melhor."

"Uma vez que Constantino”promoveu” Cristo a divindade quase quatro séculos depois de ele ter morrido, havia já milhares de documentos que relatavam a sua vida como homem mortal. Constantino sabia que, para rescrever os livros de História precisava de um golpe de ousadia.(...) Constantino encomendou e financiou uma nova Bíblia, que omitia os evangelhos que falavam das características humanas de Cristo e dava destaque aos que faziam dele um deus."

*Convocado por Constantino 325 d.C.

No comments:

Post a comment